DEFINIÇÕES

A obesidade é hoje reconhecida como um problema de saúde importante, afetando uma crescente porcentagem da população adulta. O número e a variedade de dietas, os clubes e academias de ginástica, os centros de tratamento de obesidade com terapias alternativas, e o uso de drogas que diminuem o apetite testemunham a grande dificuldade que existe em perder peso. Muitas destas técnicas podem ter sucesso na perda de peso. Todavia, em pacientes com obesidade mórbida ou com IMC (Índice de Massa Corpórea) acima de 40, a manutenção do sucesso destas terapias é muito baixa a longo prazo.

O QUE É IMC ?
O IMC - Índice de Massa Corpórea é um número que permite a classificação dos diferentes tipos de obesidade. É obtido pela divisão do peso em kg, pela altura ao quadrado do paciente (faça o seu cálculo na calculadora à esquerda da página).

IMC = Peso : (Altura X Altura)

CLASSIFICAÇÃO DA OBESIDADE
IMC
ATÉ 25 NORMAL
ATÉ 30 SOBREPESO
ATÉ 35 OBESIDADE LEVE (GRAU I)
ATÉ 40 OBESIDADE MODERADA (GRAU II)
MAIOR QUE 40 OBESIDADE SEVERA (GRAU III)

O QUE É OBESIDADE MÓRBIDA?
Você é obeso mórbido se tem IMC maior que 40 kg/m2. O excesso de peso tem efeitos negativos sobre o organismo, e costuma ser melhor tolerado quando o paciente é mais jovem.
A obesidade mórbida causa ou acelera o desenvolvimento de doenças como diabetes, hipertensão, arteriosclerose, artrose, infarto do miocárdio, doenças pulmonares, hérnias de diferentes tipos, formação de varizes nas pernas, doenças dermatológicas, câncer e infertilidade.
A obesidade mórbida também aumenta as complicações na gravidez, em cirurgias, e parece favorecer o aparecimento de câncer de intestino, além de mama e útero nas mulheres. Já foi verificado que pacientes com obesidade mórbida têm um risco de óbito várias vezes maior que outros pacientes da mesma faixa etária.