BALÃO INTRA-GÁSTRICO

TRATAMENTO ENDOSCÓPICO - “BALÃO INTRAGÁSTRICO”

O balão intragástrico foi projetado para auxiliar na perda de peso corpóreo através do enchimento parcial do estômago induzindo à sensação de saciedade. É um dispositivo feito de silicone posicionado dentro do estômago através de endoscopia, e preenchido com 400 ml a 700 ml de líquido. Quando colocado no interior do estômago deixa o paciente uma sensação de saciedade. O paciente tem a impressão que já comeu o suficiente e que o estômago já está cheio.
Funciona como um bolo alimentar artificial e pode se mover livremente dentro do estômago. Você deve estar ciente que 6 meses após a colocação do balão, ele deve ser retirado, também por endoscopia. Após a retirada do balão a restrição de volume alimentar deixa de existir. Por isso os hábitos alimentares devem ser corrigidos antes de sua retirada.
Para que os resultados sejam satisfatórios é necessário que o paciente seja submetido a um preparo para o procedimento e, principalmente, para as mudanças de hábito alimentar que precisam acontecer após a colocação do balão. Esse preparo tem que ser feito com auxílio de uma equipe de multidisciplinar especializada nessa área e com experiência para atender o paciente que realizou esse procedimento.
A colocação do balão é feita por endoscopia, sem cortes ou qualquer cirurgia. Demora cerca de 20 minutos e o paciente vai para casa após se recuperar da anestesia. Não é necessária internação hospitalar. Nos primeiros 2 ou 3 dias o paciente passa por um período de acomodação do balão no estômago, em que desconforto ou dor abdominal podem aparecer. Depois desse período retorna a uma vida absolutamente normal.
O ácido do estômago e os alimentos em contato com o balão vão enfraquecendo seu material e aumenta o risco de perfuração e esvaziamento, e o balão vazio pode migrar para o intestino, causando obstrução intestinal. Por isso deve ser retirado - também por endoscopia - após 6 meses de uso. Se for necessário mais tempo, o balão antigo pode eventualmente ser trocado por um novo.

Após a alimentação, o paciente irá sentir uma sensação de plenitude ou de saciedade mais rapidamente e isso o ajudará a se alimentar de uma maneira mais devagar e com menores quantidades de alimentos.
As grandes vantagens do Balão Intragástrico sobre outras maneiras de perder peso são:
• Não há necessidade de cirurgia ou de uso de medicações;
• Não há necessidade de afastamento das atividades diárias;
• Não há sensação de passar fome;
• Não há restrições para realização de atividades físicas;
• Apresenta bons resultados rapidamente;
• Praticamente não tem contra-indicações.
• Há apoio de uma equipe multidisciplinar especializada;
• Aprende-se conceitos para conquistar sucesso a longo prazo com a equipe multidisciplinar;
A perda de peso até o momento de se retirar o balão deve ser de cerca de 15% do peso corporal total do paciente. Algumas vezes pode chegar a pouco mais que isso, dependendo de quanto de mudança o paciente será capaz de realizar no seu estilo de vida.
Após a retirada do balão é que a adoção das medidas orientadas pela equipe multidisciplinar se torna mais importante, já que a chance de se ganhar peso novamente é alta. Por esse motivo não se deve realizar esse procedimento sem auxílio especializado.
A maior indicação para o uso do balão é em pacientes cujo peso está tão alto que é conveniente perder um pouco para que possa ser submetido a uma cirurgia de obesidade com peso mais baixo, para correr menos riscos. Além disso, pode também ser usado com resultados satisfatórios por:
• pacientes que estejam acima do peso (sobrepeso e obesidade leve) e que não tenham indicação de cirurgia;
• pessoas que tenham indicação de cirurgia mas que por algum motivo não querem ser operadas;
• mulheres que após o parto que não conseguem perder o peso ganho na gestação;
• aqueles que por algum motivo não podem ou não querem tomar medicação para perda de peso e que não têm indicação de cirurgia.
Trata-se de uma abordagem simples e inovadora para perda de peso. Mas exige comprometimento do paciente com as mudanças necessárias no estilo de vida. Deve ser usado em conjunto com uma dieta supervisionada de longo período e um programa de adequação de comportamento para aumentar a possibilidade da manutenção da perda de peso por um tempo maior.
É uma ferramenta que traz resultados satisfatórios, mas que precisa ser usada de maneira correta.